Home
Contato

Compartilhar é construir comunidades

ASMAYR

Filosofia


Para que serve a filosofia?

A filosofia não serve nem ao Estado, nem à Igreja e a nenhum poder estabelecido. A filosofia serve para entristecer. Ela serve para prejudicar a tolice, faz da tolice algo de vergonhoso.
¬Deleuze in Nietzsche e a filosofia


Passar do senso comum à consciência filosófica

significa passar de uma concepção fragmentada, incoerente, desarticulada, implícita, degradada, mecânica, passsiva e simplista a uma concepção unitária, coerente, articulada, explícita, original, intencional, ativa e cultivada.
¬Saviani in Educação: do senso comum à consciência filosófica

Qual é a utilidade da filosofia?

Se abandonar a ingenuidade e os preconceitos do senso comum for útil; se não se deixar guiar pela submissão às idéias dominantes e aos poderes estabelecidos for útil; se buscar compreender a significação do mundo, da cultura, da história for útil; se conhecer o sentido das criações humanas nas artes, nas ciências e na política for útil; se dar a cada um de nós e à nossa sociedade os meios para serem conscientes de si e de suas ações numa prática que deseja a liberdade e a felicidade para todos for útil, então podemos dizer que a Filosofia é o mais útil de todos os saberes de que os seres humanos são capazes.
¬Marilena Chauí in Convite à Filosofia


Passar do senso comum à consciência filosófica

significa passar de uma concepção fragmentada, incoerente, desarticulada, implícita, degradada, mecânica, passsiva e simplista a uma concepção unitária, coerente, articulada, explícita, original, intencional, ativa e cultivada.
¬Saviani in Educação: do senso comum à consciência filosófica

GNU/Linux


Softwares colaborativos

A dádiva seria uma experiência de abandono à incondicionalidade, experiência de pertencer a uma comunidade que, longe de limitar a personalidade de cada um, ao contrário, a expande [...] o envolvimento social neste trabalho coletivo (realizado junto com outros hackers) acaba então proporcionado reconhecimento, prestígio, prazer, criatividade e, por conseguinte, poder (mérito) atribuído a cada importante contribuição técnica compartilhada.
¬Vicente Aguiar in Software livre, cultura hacker e o ecossistema da colaboração

Linux e o Sistema GNU

Nós devemos continuar a falar sobre a liberdade de compartilhar e modificar software -- e ensinar outros usuários o valor destas liberdades. Se nós nos beneficiamos por ter um sistema operacional livre, faz sentido para nós pensar em preservar estas liberdades por um longo tempo. Se nós nos beneficiamos por ter uma variedade de software livres, faz sentido pensar sobre encorajar outras pessoas a escrever mais software livre, em vez de software proprietário. Nós não devemos aceitar a idéia de duas comunidades separadas para GNU e Linux. Ao contrário, devemos disseminar o entendimento de que "sistemas Linux" são variantes do sistema GNU, e que os usuários destes sistemas são tanto usuários GNU como usuários Linux (usuários do kernel do Linux). Usuários que têm conhecimento disto irão naturalmente dar uma olhada na filosofia GNU que fez estes sistemas existirem.
¬Richard Stallman in Linux e o Sistema GNU

1964


Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça

Perguntaram-me muitas coisas
mas eu estive calado, porque
é inútil falar aos inimigos
quando os inimigos são fortes.
Porque é inútil repetir
ao assassino de meu irmão
as cores da manhã
reconstruída sobre sua morte.
Eu lhes narrei apenas, nos intervalos da dor,
as promessas de incêndio,
o povo na casa dos opressores,
o muro dos justiçados.
Perguntaram-me muitas coisas
mas eu estive calado, porque
é inútil falar aos inimigos
quando os inimigos são fortes.
¬Pedro Tierra in Poemas do povo da noite

Sobre a tortura

A pergunta a ser formulada é: como se produz um indivíduo ou um conjunto de indivíduos dispostos a exercer terror sobre outrem? Ou melhor, como uma pessoa pode se valer de um conjunto de saberes, de um método (por mais primitivo que seja), objetivando provocar dor sobre um ser humano, sem sentir remorso e, em alguns casos, considera tratar-se de um dever?
¬Magalhaẽs M. B. in História: Questões & Debates - UFPR

Jardim da Saudade

Quando secar o rio de minha infância,
secará toda dor.
Quando os regatos límpidos de meu ser secarem, minh’alma perderá sua força.
Buscarei, então, pastagens distantes
Irei onde o ódio não tem teto para repousar.
Ali, erguerei uma tenda junto aos bosques.
Todas as tardes me deitarei na relva,
e nos dias silenciosos farei minha oração:
Meu eterno canto de amor: expressão pura de minha mais profunda angústia
Nos dias primaveris, colherei flores para
meu jardim da saudade.
Assim, exterminarei a lembrança de um passado sombrio.
¬Tito de Alencar - Paris, 12 de outubro de 1973

Coletar dados é sabedoria; compartilhar é construir comunidades
Última Atualização: Dez 2019 - Powered by w3.css
Copyleft Arnaldo Mayr