Asmayr

Cmpartilhar é
construir comunidades!

Textos Autorais

Dissertação de Mestrado

Escrever-se para superar a morte (completa) (511 kb).

Resumo:Aprofundar o estudo acerca da representação autobiográfica como estratégia de constituição de um eu que se faz mediante a escrita. Este trabalho explicita a escrita de si empreendida por Sartre em As palavras, ao mesmo tempo em que busca explorar outros elementos constituintes dos processos de escritos memorialistas e autobiográficos. Os inúmeros processos mentais a partir dos quais os acontecimentos são reelaborados, reorganizados, resignificados e, a prevalência do acontecimento sobre o vivido como resultado da manipulação do sujeito que escreve sobre si. Os territórios nos quais se relacionam memória e ficção, a escrita como reinvenção de si mesmo, a liberdade de encenar-se num tempo de posterioridade e a recriação dos fatos como acontecimentos que podem ser lembrados.
Palavras-chave: escrita de si, autobiografia e memorialismo, ficção, Jean-Paul Sartre.

Escrever-se para superar a morte (resumo) (54 kb). Apresentação oral que precedeu a defesa. Pode ser entendida como um resumo estendido.

Artigo sobre Memória / Escrita de si

1984: resistir mediante a escrita (156 kb).

Resumo: O tema de nosso trabalho diz respeito às formas de constituição da memória tendo como base a obra de George Orwell, 1984. A fonte escolhida é relevante na medida em que podemos localizar um fio condutor que perpassa todo o filme: validar as representações que temos na memória acerca do mundo e de nós mesmos. O diário escrito pelo protagonista trava um embate silencioso contra o imaginário professado e exigido pelo Estado, expressando uma tensão que busca sempre afirmar e construir a verdade mediante processos bastante antagônicos. Escrever torna-­se então uma forma audaciosa de resistência.
Palavras chave: Memória, Imaginário, Resistência.

Artigo sobre a ética de Enrique Dussel

A ética proposta por Enrique Dussel: a abertura ao outro distinto (136 kb).

Resumo:Apresentação dos principais elementos que compõem o sistema ético proposto pelo filósofo argentino Enrique Dussel, um dos pilares do arcabouço teórico sobre o qual se erigiu a teologia da libertação latino-americana. O conceito de alteridade tomando o outro como distinto, a totalidade fechada do outro em “si mesmo” e a nova ética proposta por Dussel. Restrições de Jean-Paul Sartre ao modelo da alteridade totalmente aberta ao outro proposta por Dussel.
Palavras-chave: Ética, Alteridade, Ontologia Fechada, Ética da Libertação. Enrique Dussel.

Guia de Estudos para EaD

Os materiais abaixo são Guias de Estudo voltados para a Educação a Distância. São de 2005/2006. Parte dos links no texto não estão mais disponíveis, porque foram removidos ou os sites/endereços foram alterados. O texto em si continua ok, com algumas adequações ao novo acordo ortográfico. Alguma coisa pode ter passado pelo corretor ortográfico sem contudo gerar prejuizo ao sentido. Alguns textos são de terceiros e procurei sempre citar a fonte, embora, os originais possam não estar mais disponíveis também. Dai a importância da inserção deles no corpo do texto. São todos eles de caráter introdutório aos temas, mas oferecem um bom ponto de partida para outros estudos.

Introdução à Ética (348 kb).
Ética da Alteridade e Bioética (321 kb).
Antropologia Filosófica (835 kb).
Teoria do Conhecimento (681 kb).

.:Coletar dados é sabedoria; compartilhar é construir comunidades:.
.:Última Atualização: Abril 2019 :.
Copyleft Arnaldo Mayr